fbpx
Exercício como um medicamento?

E por que não levar o exercício como um medicamento?

Um comprimido mágico que lhe trará imensos benefícios! Para além do bem-estar que proporciona, ainda lhe traz momentos de convívio e saúde, imagine-se. Se houvesse a possibilidade de comprar um comprimido que se equipara-se ao exercício físico por certo que seria o mais prescrito e benéfico do mundo!

Prescrição – Como tomar?

Haverão horas óptimas para praticar exercício físico? Qual a posologia ideal? Existem indicações especificas? E contra-indicações? Ah, e os efeitos secundários?

Vejamos, caro paciente, a administração e a dose será dada consoante o individuo, as suas características e o seu objectivo. Obviamente não se trata da mesma maneira um entorse e uma perna partida. Da mesma forma que não se prescreve o mesmo planeamento para alguém que quer perder massa gorda ou ganhar massa muscular.

Existem Contra-Indicações?

Obviamente existem algumas contra-indicações, mas muito poucas são absolutas e mais uma vez tudo vai depender do individuo e da sua ‘doença’.

Existe uma posologia ideal?

100 mg, de 8 em 8 horas?! Nada disso. Nestes casos e mais uma vez, é preciso analisar caso a caso, e perceber de que maneira a pessoa quer e pode entregar-se ao ‘tratamento’.

Duração do tratamento

Como qualquer outro medicamento o exercício demora algum tempo a actuar, mas o seu efeito a longo prazo é notório, o problema instala-se quando os pacientes não são pacientes o suficiente para esperar pelos seus resultados e benefícios e interrompem o tratamento sem razão de ser. Para isso, o doutor aconselha uma dose de motivação e paciência, pois as melhorias acabam por aparecer. A toma deverá ser levada de forma frequente e o mais prolongada possível.

Efeitos Secundários

Existem efeitos secundários, por vezes dolorosos, mas que na realidade se a dose for adequada são benéficos. As dores musculares, o aumento da massa muscular, ou perda de massa gorda, o aumento das hormonas do bem-estar e a diminuição do stress são alguns dos efeitos secundários que podem advir da toma eficaz deste medicamento que é o exercício físico.

Moderação

Como qualquer outro medicamente, o exercício deve ser ‘tomado’ com precaução, segurança e em doses moderadas, e por isso mesmo, deve ser prescritos e supervisionado por profissionais da área. Da mesma maneira que não toma um antibiótico sem prescrição médica, também não deveria praticar exercício físico sem prescrição de um profissional da área do exercício. Bem sei que no ínicio da toma, o entusiasmo é algum, mas relembre-se que a motivação na toma do exercício deve ser levada como uma maratona em vez de um sprint. O exercício deve ser tomado para o resto da sua vida e não apenas quando quer perder aquele kg a mais porque o verão está aí à porta.

Posto isto, a minha pergunta é:

Tem a receita assinada e carimbada? Do que está à espera para ir à ‘farmácia’ avia-la?